13/08/2009

O ESTILO DOS RONALDOS

[Cristiano Ronaldo em modelito de férias]
Recebi, por conta do texto em que homenageei Anselmo [aqui] , o avante rubro-negro que desceu o cacete no carrasco Mario Soto, algumas críticas de fãs dos craques atuais. O leitor que assina como luciano rubro-negro, por exemplo, é um flamengo que execra o Anselmo e prefere Kaká e os Ronaldos. Reproduzo abaixo, sem qualquer remendo no estilo ou no uso do português, o comentário do rubro-negro que prefere o Kaká :

Já que o texto incentiva a "porrada" por que então não fazemos um movimento nacional incentivando a volta das ditaduras na américa latina e alhures? afinal de contas o que não faltam em ditaduras são "porradas". Não gostei do texto pois quer mitificar algo que hoje em dia lutamos tanto contra, isto é, a violência dentro e fora dos estádios. E já que é pra fazer faixas enaltecendo a violência acho que o Junior Baiano deveria ser também enaltecido e também o Leonardo (lembram da porrada que ele deu em 1994 naquele jogador dos estados unidos que teve que ser hospitalizado?). Apesar de não ser evangélico e achar ridículas aquelas comemorações de campeonatos no meio do campo com rezas (talvez na crença de que Deus é Brasileiro) e camisas com dizeres religiosos prefiro deixar as porradas em campo para argentinos e uruguaios e continuar a ver o futebol bem jogado pelos kakás e ronaldos da vida.

Não responderei ao luciano rubro-negro. Deixo aos flamengos essa tarefa. Prefiro, na verdade, homenagear o leitor. Foi por isso, para louvar o estilo que agrada ao luciano, que iniciei esse texto com uma foto do craque Cristiano Ronaldo, companheiro do pastor Kaká e um ícone do futebol das celebridades que é jogado atualmente.

Abraços.

17 Comentários:

Anonymous Rodrigo Pian disse...

Professor,

Belíssima homenagem! Essa foto é sensacional!!

Sei que para vocês, membros da unidade geriátrica da Torre de Marfim dos últimos intelectuais, qualquer manifestação de Kaká, Ronaldos e outros craques recentes, são sinais evidentes da inevitável imbecilização do mundo.

Mas eu vou ter que discordar dos senhores.

Essa foto do luso Ronaldo já é um belo exemplo.

Eu, para falar a verdade, acho que ele é uma bichona mesmo, daquelas estilo cazuza, que organiza surubas com homens, mulheres, cavalos, anões e o que tiver de mais perverso! (E eu acho que ele vai acabar convidando o Kaká pra uma festinha dessas em Madrid)!

Mas ele é debochado, marrento, único, bem-humorado e, assim como o Kaká, joga demais! Demais!

Sofre com o assédio imbecil dos papparazi e debocha destes em poses como essa da foto que o senhor colocou, Professor!

O humor, certamente, não comporta correção política, como bem disse Mino Carta no seu último editorial.

E o Cristiano Ronaldo é um belo exemplo disso.

Eu sei que o futebol do tempo de vocês era sensacional (e eu tenho que concordar que era, sim, melhor do que o jogado hoje em dia).

Mas renegar o presente e imputar a ele todos os indícios da falência do mundo do futebol é simplesmente nunca ter visto uma partida do Kaká, Ronaldo Luso, Ronaldo Traveco, Ibrahimovic (esse, sem dúvidas, meu favorito), Messi e tantos outros.

O mundo não está acabando, senhores.

Ele está apenas diferente!

Um abraço,

Pian

11:29 AM  
Blogger carlos disse...

salve, grande simas,

o rubro negro aí entrou no jogo sem fichas, coitado. e pior, mal humorado.

sugiro que o torcedor permaneça no g1 ou na veja online, por aí.

abçs

11:49 AM  
Anonymous Anônimo disse...

Falando de futebol. Acho o kaká um bom jogador, comparável ao cristiano ronaldo e ao richarlyson por exemplo. Estilos quase idênticos.

Muito longe de ser um Adílio, Andrade,Júnior, Leandro, Anselmo ou Nunes.

Prefiro o Mauro Shampoo.

Abraço
Coelho

12:10 PM  
Anonymous fraga disse...

É claro que não há o que responder ao luciano rubro-negro [sic], tamanha a quantidade de sandices, estas auto-explicativas.

Mas, cá entre nós, o que faz o Leo Boechaaaaaaaaat com o Cristiano Ronaldo?

Saravá!

12:55 PM  
Blogger Eduardo Carvalho disse...

Bobagem. Misturou alhos com bugalhos...

1:19 PM  
Anonymous paulo disse...

Luciano, os dois exemplos de jogadores que você deu, sempre foram considerados, oelos críticos abalisados do futebol, como dos jogadores mais técnicos nas suas posições. Leonardo e Júnior Baiano nunca foram tidos como os mestres da porrada. Alás, se comparados com alguns jogadores dessa 'defesa' do time atual do Flamengo eles são 'umas moças'.

1:57 PM  
Anonymous Edimar Suely disse...

Oração da amizade...

Jesus, obrigada por tudo com o que o Senhor
me presenteou até agora.
Obrigada pela saúde que não me faltou,pela minha família, pela minha casa,
pelo alimento que nela entrou, pelo trabalho.
Obrigada por tudo o que me deu com amor,como ensinamento.

Ah Senhor....
Quero agradecer especialmente por um ser humano que cruzou o meu caminho.
Este ser humano Jesus,
Tornou-se um grande e eterno amigo...
Uma pessoa que já é tão especial pra mim...
Peço Senhor que ilumine todos os seus passos
e o guarde de todo mal.
Traga sua família sempre unida...
abençoando cada membro dela.
Quero agradecer-lhe Jesus, de todo coração,
Pois entre tudo que ganhei,
Este foi o maior e melhor presente.

Ahh, esqueci de dizer:
A pessoa a quem me refiro é a mesma que está acabando de ler essa mensagem."
Amém...

Muito interessante seu espaço. Gostei.

Uma linda quinta feira e paz em seu lar.

Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha2.zip.net

3:09 PM  
Blogger Monica Araujo disse...

Entendi no texto anterior que futebol é para quem tem culhões.

E torcida organizada é confusão oriunda dos "corredores" dos bailes funks (lado A x lado B) que foram levados para os estádios por marginais , nada a ver uma coisa com a outra.

Quanto a este menino da foto, um pau bem dado pela mãe e o pai juntos resolveria.

Em relação a cerveja , skol latinha cabe bonito em bolsa de lona, tão magrinhas...

Forte abraço.

3:15 PM  
Blogger Juliano disse...

Isso é intriga da oposição! Estou certo de que o sujeito do email é pó-de-arroz.
O Imperinho csgue ensaiando aos domingos(brabo!)?
Abraço.

4:05 PM  
Anonymous edu franco disse...

Me desculpe Luciano Rubro-Negro, mas achei sua opinião infeliz e mal-informada.
o Leonardo foi um dos grandes laterais que o Flamengo revelou. Jogou pouco pelo pelo time da Gávea, mas desfilou talento no São Paulo, Paris Saint-Germain, Kashima Antlers (Japão), Milan e na Seleção Brasileira. Por mero acaso, aquela cotovelada da qual você se lembra foi a ÚNICA expulsão do cara em 17 anos de carreira. Aliás, tem outro jogador que também só foi expulso uma vez na vida e, por coincidência, em uma Copa do Mundo. Esse você deve conhecer, foi um tal de Mané Garrincha, expulso na semifinal da Copa do Chile, em 1962.
Já o Júnior Baiano, não foi tão bom assim, mas também marcou época no Flamengo e no São Paulo do Telê Santana. Tivemos dezenas de zaqueiros mais técnicos e mais raçudos que ele, mas é inegável que o cara tinha carisma. Quando desferia suas famosas "voadoras" em plena grande área, causava espectativa e apreensão em todos, fossem adversários, companheiros de equipe, treinadores, torcedores, juízes ou comentaristas. O cara fazia lambança, mas com tanto gosto e autenticidade que conquistava a galera.
Outro dia vi o Zico criticando a atitude dos Anselmo (e do Carpegianni, que deu a ordem), mas permito-me discordar do genial Galinho e concordar com o não menos brilhante Simas: dou vivas a Anselmo!
Quanto a Kaká e Ronaldos, podem até ser os melhores de hoje em dia, mas são engessados, rotulados, programados, robotizados, "marquetizados" e embalados para consumo em massa. Só falta vir com manual de instruções, tudo muito limpinho e sem graça, prefiro os jogadores de carne e osso.

5:04 PM  
Anonymous Renata disse...

Longe de mim querer provocar os "verde-grená", mas tenho que concordar com o comentário acima: o tal luciano deve ser pó-de-arroz.
Salve Anselmo! Salve o soco memorável! Salve a honra rubronegra!

12:39 AM  
Blogger Eduardo Goldenberg disse...

Luiz Antonio: trata-se de uma besta - e das redondas. Onde a violência no gesto nobre do guerreiro Anselmo? O que houve, ali, naquele soco-santo, foi a redenção de uma pátria, a salvaguarda de uma nação, a vingança sagrada e a epopéia mosaica do dente-por-dente e olho-por-olho (no caso específico, supercílio por bochecha, esta última socada pelo punho-multidão do bravo rubro-negro. O único instante de lucidez do comentário infeliz foi a referência aos "kakás e ronaldos da vida". O futebol brasileiro está cheio deles. E por isso estamos na merda em que estamos. Beijo, querido, saudações rubro-negras.

8:36 AM  
Blogger leo boechat disse...

Realmente, Fragata. Apesar de não aparecer meu rosto na foto, o velho celular motorola, com a antena quebrada, na mão esquerda, me entregou. Eu aconselhava o português, quando de uma passagem pelo balneário de Camboinhas, Niterói, a não andar com o botão aberto (da camisa) poraí.

11:39 AM  
Blogger Bezerra disse...

Um sujeito que come vírgulas não é digno mesmo de respostas.

2:41 PM  
Blogger Nelson Borges disse...

Fala Simas,
eu li os comentários anteriores antes de escrever a minha opinião sobre o colega rubro-negro, mas depois daquela "Oração da Amizade" eu preferi ficar calado. O que é que foi aquilo???

De qualquer maneira, o pessoal já disse tudo.

Abraços

4:43 PM  
Blogger Luiz Souza disse...

Acho que em 1994 dava-se a transição do futebol verdadeiro para esse futebol boiola de hoje. Apenas Romário, Renato, El Pibe e mais meia dúzia de malandros ainda jogava bola. Leonardo ficou bravinho e estragou a cara do leal Tab Ramos justamente por estar acostumado a jogar contra moças. Por ser da estirpe de Kaká, Cristiano Ronaldo e Caio Decousseau.

11:30 AM  
Blogger Luiz Antonio Simas disse...

NELSON, eu também não entendi bulhufas...que coisa, hein?

11:15 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início